sábado, fevereiro 25

Entendeu, Animal? - Título da Postagem


 " 'Ah, eu nunca me preocupei em postar algo de interessante nessa merda! Isso aqui é um lixo!' _ Dizia Seu Sebastião, o internauta taradão da cidade, falando do blog do seu amigo, o Seu José. O blog se chamava Curtindo a Nossa Cidade, e ninguém entrava nele, apenas uma mulher. Sim, uma mulher, que não era uma mulher, e sim um travecão. Seu nome era, antes da cirurgia, Paulo, mais conhecido como Paulão. Paulão era um cara legal, gente boa, não tinha inimizades na cidade, mas aí, depois de uma festa, bebeu pakas, colocaram uma parada no copo dele, fizeram a cirurgia e pronto. Paulão ficou muito bravo...a, ficou muito brava, e queria bater nos caras que fizeram a cirurgia, mas  seu cérebro foi modificado, de uma forma que nem médicos norte americanos conseguiriam descobrir como. Então, ele pensava em bater, mas seu corpo dizia: Paula, não faça isso, vai estragar suas unhas...
 Então, Seu José pegou sua faca e foi na casa de Paula. Chamou-a. Quando Paula chegou perto dele, José cravou-lhe a faca. Paula pergunta porque, mas Seu José estava sob efeito da droga mais perigosa do mundo: krokodil. Logo após matar Paula, José morre, pois, com movimento brusco dos seus braços, perde-os e sofre hemorragia.
  Passando pela rua procurando alguma puta, Seu Sebastião vê seu amigo caído na rua e começa a pular em cima da cabeça dele.
  Agora, cá entre nós, existe possibilidade desse post ir para o blog Palavras a Palavra? Claro que sim, pois tudo lá é sem sentido!"



  Esse post pode causar danos cerebrais no seu cérebro. Cuidado com o crocodilo.


  Sem imagens, pesquise em um site de pesquisa sobre Krokodil.

sexta-feira, dezembro 9

Este blog é uma bosta!


Márcio estava muito acomodado em casa, usando as internets. Estava muito entediado com facebook e o todo o protocolo hypertext. De repente, ele cai num blog estranho. Mas o blog não era só estranho, o blog era uma bosta! Mas não só uma bosta, mas a maior bosta que ele já tinha visto de todos os tempos. De tão ruim que era o blog, ele resolveu se jogar no chão na sala de estar oito mil vezes. Depois da 8000ª vez, seu nariz já estava sangrando, ele já tinha esquecido o que tinha no blog, mas mesmo assim ainda estava acometido. Decidiu ver o nome do criador do blog, e lá estava: Dickerson. Dickerson? Dickerson. Márcio ficou tão puto com ele que decidiu o matar a qualquer custo. Foi lá, pegou a sua faca de cozinha e saiu atrás do indivíduo.

Então, Márcio foi procurando casa por casa se ele conhece algum Dickerson. Nenhum foi encontrado. Ele até chegou para uma senhora e disse:

-DICKERSON!!!!

-SAI DAQUI SEU TARADO! - disse ela jogando spray de pimenta na cara dele

Ele tinha uma faca, mas não quis gastar suas energias nessa dona, afinal, comparado com o blog de Dickerson, aquele tormento não era nada.

Então, eis que, um dia, Márcio se cansa de procurar Dickerson. Ele volta pra casa todo mulambento, sujo, sangrado, tudo por causa do maldito blog e o seu criador. Então, tomando banho, ele decide ter uma ideia bem mais sensata: hackear o servidor que hospeda a página. Logo após, ele entra em uma grande busca por conhecimento que o deixaria sem comer, dormir, e fazer as necessidades básicas por um bom tempo, tudo isso para poder aprender a hackear o blog e se vingar daquele sujeito o qual ele só sabia o nome e suas ideias malucas: Dickerson. Ele conclui que deve instalar o Linux para fazer uma "hackeada" de tal porte, por todos os seus atributos avantajados nesse quesito. Sem demora, ele providencia uma versão de Ubuntu para seu computador. Por meses ele ficou enfurnado naquela máquina, até que ele descobriu a CHAVE para conseguir tirar o blog do ar. Ele executou essa chave, mas depois disso aconteceu o inesperado: uma troll face apareceu, imensa, na tela, travando o seu Ubuntu. Ele não podia fazer nada, nem desligar, nem reiniciar, nem quebrar a máquina, que a troll face não saía dali. É, parece que Dickerson venceu mais uma vez. Márcio, percebendo, isso, resolve se jogar no chão mais umas 50 mil vezes. O que ele não sabia, é que tinha uma câmera o filmando...

E por trás dessa câmera, assistindo tudo, estavam três pessoas misteriosas: o criador do Ubuntu, o manutentor do servidor do Google, e ele, o misterioso ser: Dickerson. Todos três estavam rindo, comendo pipoca desaforadamente no vale do silício e assistindo Márcio se fudendo literalmente. Mas, tinha um porém. O nome de Dickerson não era Dickerson. Dickerson era só um nick que ele usava para se esconder... Seu nome verdadeiro é DANIEL MAC. E o blog, é http://palavrasapalavra.blogspot.com/

Pronto, pode fazer o mesmo que Márcio agora.

segunda-feira, novembro 14

Cu & Atos Homossexuais


Olá a todos que leem esse blog de grande importância mediovaigel, hoje nos iremos falar sobre o ato de se fuder que é deploraveeeelll em nossa humilde opinião. Após milésimos de segundo pensando sobre nos do Palavras à Palavra decidimos que já era hora de fazer um post sobre esse assunto tão polêmico.

Depois de alguns debates sobre esse órgão (cu) que todos nos temos, querendo ou não, chegamos a conclusão de que ele é muito útil. Pois se você só tem boca você não vai à Roma, pois você precisa de fazer suas necessidades básicas para manutenção da vida, e para isso você tem que ter dinheiro. E como ganhar dinheiro? Dando o cu, oras! Por isso o ditado deveria ser "Quem tem boca e cu vai a Roma".

Dentro disso tudo, caros amigos, o cu é de tal importância que sem ele nenhum ser vivo poderia viver tanto diretamente quanto indiretamente, a prova disso é aquela piada que fala o seguinte "Tinha um pintinho que não tinha cu, um dia ele peidou e morreu" (nossos pêsames ao pintinho).

Todos os dias você passa pelas ruas da sua cidade e passa perto de vários "cus". Então porque você ainda tem preconceito com o esse órgão?! PORQUE?!

Para todos vocês que tem esse preconceito, VÃO TOMAR NO CU!


domingo, novembro 6

As grandes aventuras de João, Maicossuel e Ferro


Um dia, estava numa consultoria de moda João e seu amigo Maicossuel. Então João pergunta pra si próprio: "O que que estou fazendo aqui?" e vai embora abruptamente, deixando Maicossuel ali. Maicossuel sai correndo atrás dele falando:

-Ow! Por que você tá indo embora? A gente já está esperando a 1 hora essa consulta!

-Eu não sei o que eu estou fazendo aqui, não sei nem quem é você.

-Mas a gente está aqui para a sua transformação!

-Que transformação?

-Ué, as suas roupas, as suas penas, suas perucas, sua maquiagem e tudo mais, não lembra?

-Não.

-Você é uma drag queen, cara.

-Sou?

João fica meio confuso, e só lembra que usou muitas dorgas na noite passada, então aceita que é uma drag queen e vai pra consultoria de novo. Quando volta lá, ve que está abarrotado de gente, e particularmente de homens (ou melhor, seres do sexo masculino). João diz:

-Ah, mas que merda, tá lotado agora

-É porque hoje é parada gay

-É? Então tá bom

João volta para a ultima cadeira de espera, que ele corre para poder sentar antes que uma velhinha sente (ou um velhinho, ele ficou em dúvida na hora). Então, ele descobre no seu bolso da camisa que tem uma parada prateada e brilhante. Ele cheira aquela parada, e começa a ver tudo girando e com essa música. Então vê Maicossuel vestido como um travesti vocalizando-a, e quer tirar de qualquer forma aquela imagem da cabeça, então ele olha para o ferro da cadeira. E o ferro começa a brilhar, nas 256 cores da paleta. João sorri. Dali a pouco o ferro sai voando e vai parar na mão dele. E aí ele sai correndo daquele lugar, com o ferro na mão, e com Maicossuel travestido de Pete Burns correndo atrás dele.

João consegue despistar Pete Burns. Então fica conversando com o ferro:

-Maldito Pete Burns, não pode me ver fazendo uma coisa legal que sai correndo atrás de mim

-Quer me usar pra bater na cabeça dele? - replica o Ferro

-Não, violência nunca é a resposta de nada

-Podes crer... Mas qualquer coisa tamos aqui. Que tal dar mais uma cheradinha no bolso da camisa?

Quando ele vai cheirar, Pete Burns chega e diz:

-YOU SPIN ME RIGHT ROUND BABY RIGHT ROUND LIKE A RECORD BABY RIGHT ROUND ROUND

-Pete Burns você é um merda!

Então o efeito da "parada" do bolso da blusa acaba, e ele vê que era na verdade Maicossuel. E diz:

-Ufa, mano, o Pete Burns quase me pegou

-Vamo voltar pra lá, agora!

Os dois voltam para a consultoria. Quando eles chegam lá, já está tudo vazio. Todos sumiram. Pois é, já estava de noite e a parada gay já estava começando. Os dois se apressaram e provaram suas roupas, e depois disso foram felizes, principalmente João, que se divertia conversando com o seu novo amigo Ferro.

quarta-feira, novembro 2

Entendeu, Animal? - Diário

Estava eu na minha casa, tomando café, quando bateram na porta. Fui atender. Era o capeta. Sim, o apeta, verde, com chifres amarelos, o capeta. Ele me disse:

_ Me de dinheiro, por favor!

_ Não! Eu disse para ele, enfiando a faca na garganta dele.

_ Oh, não, você me matou!

_ Sim, e nunca mais volte aqui! Ah, me esqueci, você vai morrer...

Fechei a porta, e voltei a tomar o café matinal, quando novamente bateram na minha porta.

_ Senhor, você matou o capeta! Você é glorificado!

_ Sim, sim, sou glorificado e mais o caralho, agora me deixe comer, por favor...

_ Farei todas as suas vontades!

_ Ok, então, lave minha casa, me arranje um carro, e me traga cervejas.

_ Sim, glorificado!

Terminei meu desjejum, quando o carinha que vai me dar coisas aleatórias voltou com as cervejas:

_ Se eu fosse o senhor, não beberia isso...

_Por que? Vai me matar? Eu matei o capeta, agora sou imortal...

_ Ah, sim, claro.

_ Agora, cadê meu carro?

_ Está logo ali, senhor!

_ Ligue ele pra mim, e dirija, por favor.

_ Sim senhor!

O carro explodiu. Fim.